As criptomoedas - Introdução


Publicado em 18/12/2020

As criptomoedas - Introdução

Imagem da publicação de Blogme Solutions

Escrito por @Blogme Solutions




As criptomoedas são moedas virtuais projetadas em um sistema de criptografia e arquiterura chamado blockchain, e isso faz que seja um moeda extremamente segura, a blockchain é praticamente impossível de ser hackeada. As criptomoedas estão disponíveis em quantidades limitadas no mundo, ou seja, não é possível produzir mais moedas e ocasionar em inflação. A única forma de produzir mais criptomoedas é "minerar", ou seja, usar computadores para certificar a segurança das transações financeiras da própria criptomoeda, trabalhando como um "segurança" que escolta as transações, e dessa forma seu trabalho é recompensado pela produção de algumas frações de bitcoin. Nos últimos anos essa estratégia de mineração era lucrativa, entretanto, atualmente os bitcoins minerados não compensam pela quantidade de eletricidade gasta para manter vários computadore funcionando. Estima-se que até 2040 o bitcoin, por exemplo, não terá mais nada a ser minerado, e portanto terá uma quantidade fixa definitva de moedas em circulação.

 

Existem diversas criptomoedas com as mais variadas contações e utilidades, e elas são armazenadas em carteiras virtuais, como as do bitcoin por exemplo. As cotações das criptomoedas, por não possuirem a possibilidade de inflação, só estão submetidas as leis de oferta e procura, que é o que causa a variação e flutuação das cotações, o bitcoin por exemplo ultrapassou ontem a incrível marca R$123.000,00 reais de cotação para um único bitcoin.

As criptomoedas mais famosas são o Bitcoin, o Ethereum e o Dogecoin.


Fique por dentro de nossas notícias em nosso instagram.

Acesse nossa página inicial.




Leia mais publicações de @Blogme Solutions.



Se cadastre agora mesmo e comece a compartilhar seu conteúdo, você tem o que dizer.











Blogme © 2021